Stephane Halleux, escultor belga, de tanto ser levado a museus muito cedo, muitas vezes até contra a sua vontade, acabou se interessando pela arte, iniciando seus estudos.
Apaixonado pela Sétima Arte e histórias em quadrinhos, começou a carreira em um estúdio de cinema de animação em Luxemburgo, primeiro como colorista e depois como artista de layout. Após anos nesse ramo, frustrado com a falta de criatividade e industrialização da animação, deixou de trabalhar para empresas e iniciou um trabalho próprio com sua paixão, a escultura.


Fontes: Zupi; Stephane Halleux