O grupo Mentalgassi em parceria com a Anistia Internacional e juntamente com a agência Wieden+Kennedy usou a arte de rua para denunciar alguns dos mais proeminentes casos de abusos de direitos humanos pelo mundo. Pessoas como Fátima Hussein Badi, que enfrenta a pena de morte no Iêmen, após um julgamento injusto, Jabbar Savalan, que está em prisão no Azerbaijão por seu ativismo pacífico anti-governo e a russa Natalia Estemirova, uma ativista dos direitos humanos cujo assassinato ainda não foi levado à justiça tiveram seus retratos transformados em tiras segmentadas aplicadas às grades nas ruas de 26 localidades pelo País de Gales, Irlanda, Alemanha e Dinamarca. No começo as imagens não são facilmente visíveis e só entram em foco a partir de ângulos extremos, reforçando o tema da campanha.


Fontes: Colossal; Youtube, usuário: Art4Amnesty